We Love MJ
 
Conectar-seConectar-se  MJ Fas - PortalMJ Fas - Portal  InícioInício  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  

Compartilhe | 
 

 Livro do Rabino Shmuley - Trecho traduzido

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
byanca jackson
Blood on the Dance Floor
Blood on the Dance Floor
avatar

Mensagens : 1718
Localização : niteroi
Reputação : 9
Data de inscrição : 05/11/2009
Idade : 34

MensagemAssunto: Livro do Rabino Shmuley - Trecho traduzido   24th Dezembro 2009, 01:33


Shmuley
Boteach: Então você diz que o melhor que já aconteceu com os Beatles
foi o fato deles terem se separado, e por isso tiveram essa
longevidade, por que de repente, kaboom!, eles não estavam mais por aí,
então se podia mais ficar entediado com eles?
Michael Jackson: Sim,
Marilyn Monroe morreu jovem. Você não a viu envelhecer e ficar feia.
Quero dizer que esse é o mistério de James Dean.
SB: E pessoas dizem sobre os Beatles ” Gostaria que eles estivessem juntos!”
MJ: Sim, sim.
SB: E você ( o fã) se tornou parte do desejo então. O público os mantém por que quer muito que eles voltem.
MJ: Absolutamente, ou então eles se tornariam reclusos e velhos agora, e você não se importaria.
SB: Então esse é o argumento, Michael, para você um dia dizer “É isso!” e desistir?
MJ:
Sim, eu gostaria de sumir de algum jeito onde ninguém pudesse mais me
ver até certo ponto e apenas fazer o que eu faço pelas crianças, mas
sem ser visto. Desaparecer é muito importante. Somos gente de mudança.
Precisamos mudar nossas vidas. Por isso é que temos inverno, primavera,
verão, outono.
SB: Okay, mas você quer uma vida longa e saudáveç.
Você não quer desaparecer como, Deus me perdoe, do mesmo modo que essas
outras estrelas desapareceram, do jeito que foi com Marilyn Monroe.
Você não quer morrer jovem?
MJ: Um, você está me fazendo uma pergunta interessante. Tem certeza que quer minha resposta?
SB: Quero.
MJ:
Okay, eu vou te dar uma resposta honesta. Okay, um. Meu maior sonho que
deixei para trás – Eu alcancei todos os meus sonhos com a música e com
tudo o que eu amo na música e entretenimento – Essa é a iniciativa das
crianças, isso é o que estamos fazendo. Mas, um, por que eu não me
importo [com nada mais], eu realmente não me importo, não me importo
com a [carreira], eu honestamente não me importo Shmuley. O que me
mantém seguindo em frente são as crianças, ou então eu iria, eu iria
seriamente… Eu já te disse isso antes, eu juro por Deus que estou certo
de cada palavra. Eu iria, eu me jogaria da torre se não fosse pelas
crianças ou os bebês. E essa é a minha real e honesta [resposta]… e Eu
já disse antes, se não fosse pelas crianças eu escolheria a morte. Falo
de todo o coração.
SB: Escolheria a morte como Marilyn Monroe?
MJ:
De certa forma. Eu iria achar um jeito de sair do planeta pois eu não
me importaria em viver mais. Estou vivendo por esses bebês e crianças.
SB:Você as vê como uma parte, uma centelha de Deus na terra?
MJ: Eu juro que são.
SB: Então para você é a coisa mais espiritual do mundo?
MJ:
Não há nada mais puro e espiritual para mim do que crianças e eu não
consigo viver sem elas. Se você me disser agora ” Michael, você nunca
mais poderá ver outra criança,” Eu me mataria. Eu juro para você que me
mataria por que não teria mais pelo o que viver. É isso. Honestamente.
SB: Então você quer ter uma vida longa?SB: Você pode ter rugas, mas não quer ver Prince e Paris crescer?
MJ:
Deixe eu retratar essa palavra ‘jurar’ por que eu não juro por Deus. Eu
retrato isso. Eu não quero usar essa palavra. Pergunte isso de novo?
SB: Você disse que quer desaparecer. Você acha importante desaparecer?
MJ:
Eu não quero uma [vida] longa… Eu não gosto, eu não gosto, não gosto.
Eu acho que envelhecer é a coisa mais feia . Quando o corpo deteriora e
começa as rugas, eu acho isso feio. Eu não quero, isso é algo que eu
não entendo. Eu realmente não entendo. E as pessoas dizem que
envelhecer é bonito e isso e aquilo. Eu discordo. Discordo totalmente.
SB: Então você quer morrer antes que isso aconteça?
MJ: Um… Eu não quero envelhecer. Eu gostaria de…
SB: E se você puder permanecer jovem em espírito, Michael?
MJ: Sim, isso é importante para mim.
MJ: Sim, eu quero.
SB: Não quer ver os filhos deles?
MJ:
Eu só não quero ficar velho e começar a esquecer. Eu quero sempre ser
juvenil e ter energia para correr por aí e brincar de esconde-esconde,
que é a minha brincadeira favorita. Eu queria tanto brincar pela casa
da última vez que estivemos lá, pois a casa é grande para isso. Um, Eu
odeio ver gente envelhecendo, Shmuley.
SB: Você não tem visto pessoas que envelhecem, mas mantém sua juventude. Eles comportavam como se ainda fossem jovens?
MJ:
Sim, quando se tem um coração jovem, eu amo isso. Quando eles começam a
esquecer e a enrugar, [e] seus corpos começam a deteriorar, isso me
machuca.Ou quando eles ficam…
SB: Com quem aconteceu isso dentre
aqueles que você amou? Sua mãe envelheceu para você? Seu pai? Algum
outro artista que você conheça na idustruia que envelheceu?

MJ
Sim, pessoas que amei muito e que morreram e eu nã entendo por que. Eu
era apaixonado por esse homem, apaixonado. E ele era meu amigo, Fred
Astaire, e não entendo. Veja, Fred, desde que eu era pequeno, um
menino, Fred Astaire vivia bem perto de nossa casa e ele costumava
conversar comigo o tempo inteiro quando eu era pequeno e sabe ele me
ensinava coisas, ele me dizia ‘ sabe você vai ser uma grande estrela’ e
toda essa coisa e eu nem pensava nisso quando era pequeno. E vê-lo
dançar nos filmes, eu fiquei maravilhado. Eu não sabia que alguém podia
se mover tão belamente, sabe? e, um, quando eu o vi chegar ao ponto…Um
dia ele disse para mim, ” Sabe Michael, eu, se eu der um giro agora, eu
cairia de cara. Meu equilíbrio se foi totalmente.” E quando ele atendeu
a porta de casa quando fui visitá-lo, era assim que ele [andava], desse
jeito Shmuley. Pequenos passinhos e isso me partiu o coração. Aquilo me
machucou, e no dia em que ele morreu, aquilo me matou, me matou. Me
destruiu. E isso é…
SB: Mas o quê aconteceu com [Princesa] Diana, aquilo foi uma tragédia enorme, Michael.
MJ: Aquilo foi uma tragédia enorme. Aquilo me matou. Matou todo mundo, eu acho.

SB: Não é bom morrer jovem. Te faz um mito. Mas a vida é tão preciosa, não é?
MJ: A vida é bela e preciosa.
SB: Então você acha que um dia você vá se tornar apenas um mito.
MJ:
Olha, por que não podemos ser como as árvores? Isso é, sabe, elas
perdem suas folhas no inverno, e retornam mais belas ainda na
primavera, sabe? É um senso de imortalidade nelas, e a Bíblia diz que o
homem foi feito para a imortalidade. Mas por causa do pecado e tudo
isso, temos a morte.
(“Por intermédio de um só homem [Adão] entrou o
pecado no mundo, e a morte por intermédio do pecado, e assim a morte se
espalhou a todos os homens por que todos tinham pecado -… Pela falha de
um só homem a morte reinou… Pela desobediência de um só homem muitos
foram constituídos pecadores.” Romanos 5:12,17,19)*Acrescentado por mim.
SB:
Mas talvez você vá para um lugar diferente, para um lugar maior, e sua
alma, sendo de repente irrestrida, pode de verdade chegar mais perto
das pessoas. Pense nisso. Deus está aqui agora, Michael. Nós dois
acreditamos nisso, embora não possamos tocá-lo ou sentí-lo. A alma das
pessoas que amamos é diferente?
MJ: Eu amaria voltar como, como uma
criança que nunca envelhece, como Peter Pan. Eu desejo, eu gostaria de
acreditar que isso seja verdade, que eu possa continuar voltando. Eu
espero que isso seja verdade, eu adoraria acreditar nisso, Shmuley.
SB: Em reencarnação? Manter-se reencarnando como bebês?
MJ:
Sim, embora nossa religião [Testemunha de Jeová] fale contra isso, não
há coisa como [reencarnação]… Quando você morre, a alma morre e se
torna como esse sofá, os mortos, sabe? Mas há a promessa de
ressurreição e tudo mais.
(“Todos os que estão nos túmulos memoriais
ouvirão a sua voz e sairão.” João 5:28 – “Eu tenho esperança para com
Deus… de que haverá uma ressurreição tanto de justos quanto de
injustos.” Mateus 24:15 – “O mar entregou os mortos neles, e a morte e
o Hades entregaram os mortos neles, e forma julgados invidualmente
segundo suas ações. E a morte e o Hades forma lançados no Lago de Fogo”
Apocalipse 20: 13, 14)* Acrescentado por mim.
SB: Mas para os Hindus, eles acreditam que voltam.
MJ:
Eu gostaria de acreditar, e eu gosto do que os egípcios e os africanos
fazem para enterrar [seus mortos]… Eu gostaria de ver, nós gostariamos
de ver, como é o outro lado, não é mesmo?
SB: Desejamos saber o que há depois da vida,como é o céu.
MJ: Sim , por que há muitos conceitos.
SB: Você que há crianças brincando no céu?
MJ: Oh, Deus, eu rezo para que seja assim.
SB: Há adultos brincando lá também?
MJ:
Eu pensaria que sim e pensaria que eles seriam bem como as crianças.
Como Adão e Eva, é um jardim feliz, um lugar pacífico e perfeito. Eu
rezo para que seja assim.
SB: Você tem medo da morte?
MJ: Sim.
SB: Todos nós temos.
MJ:
Eu sempre disse que gostaria de ser enterrado onde haja crianças. Eu as
quero perto de mim. Eu me sentiria mais à salvo assim. Eu as quero
perto de mim. Eu preciso do espírito delas me protegendo. Sempre vejo
isso em minha mente e eu me vejo eu odeio ver isso. Eu me vejo e vejo
crianças jazendo para me proteger.

Infância, solidão, Desenhos Animados e irmãos
SB: Houve alguma idade específica onde você percebeu, “Oh, nossa, perdi minha infância?
MJ:
Sim, eu me lembro distintamente…É como estar numa viagem onde não se
pode sair e pensa, “Oh meu Deus, O quê eu fiz?” E você está
comprometido e não pode sair. Isso me aconteceu antes da adolescência.
Eu queria tanto brincar no parque do outro lado da rua onde outros
garotos jogavam baseball e futebol, mas eu tinha que trabalhar. Eu
podia ver o parque depois da rua. Mas eu tinha que ir para o outro
prédio para trabalhar nos álbuns até tarde da noite. Eu me sentava lá e
ficava olhando as crianças com lágrimas rolando pelo rosto e eu dizia,
” Eu estou preso e eu tenho que fazer isso pelo resto da minha vida. Eu
tenho um contrato.” Mas queria muito ir lá e isso estava acabando
comigo, só para fazer um amizade para dizer um ‘oi’. Eu costumava andar
pelas ruas procurando alguém para conversar. Eu te disse isso.
SB: Quantos anos você tinha?
MJ: Foi durante a época de Thriller.
SB: Então você era a maior estrela do mundo e…
MJ:
Eu estava procurando alguém para conversar. Eu era tão solitário que
chorava no quarto. Eu pensava ” É isso. Eu vou sair daqui!” E eu saia
pelas ruas. Eu me lembro de perguntar para pessoas “Quer ser meu amigo?”
SB: Eles provavelmente ficavam em choque.
MJ:
Eles ficavam assim “Michael Jackson!” E eu pensava “- Oh Deus! Eles vão
ser meus amigos só por que eu sou Michael Jackson? Ou por apenas por
mim?” Eu só queria alguém com quem conversar.
SB: E você encontrou?
MJ: Sim, bom, eu fui ao parque e havia garotos se divertindo.
SB: Foi aí que você decidiu que crianças eram a resposta. Eram as únicas que te tratavam como pessoa?
MJ: Sim, é verdade.
SB:
Então foi nessa idade que você percebeu “Oh nossa. Eu perdi minha
infância, porque essas são as únicas pessoas com quem eu posso me
identificar!”
MJ: Eu sofri muito nesse processo. Eu sabia que havia
algo errado comigo nessa época. Mas eu precisava de alguém…
Provavelmente é por isso que tenho manequins. Eu diria que eu sentia
que precisava de pessoas, e eu não tinha… Eu era tímido demais para
estar com pessoas reais. Eu não conversava com elas. Eu era meio que
como velhinhas conversando com plantas. Mas eu pensava que eu queria
algo que me fizesse sentir que eu tinha companhia. Eu sempre pensava,
“Por que eu tenho isso?” Eles eram como bebês, crianças, e pessoas, e
me faziam sentir que havia pessoas comigo.
SB: Por que você era tão
tímido para conversar com pessoas reais? Era por que você só havia
aprendido a performar e não tinha tido a oportunidade de sair?
MJ: É isso. Não havia ’saídas’.
SB: Você ainda se sente solitário?
MJ: Não do jeito que era. Não.
SB:
Logicamente que você tendo filhos isso fez uma grande diferença. Mas há
uma parte de nós que não á apenas ser pai. Há uma parte de nós que
precisa de outras formas de interação.
MJ: Que tipo de interação?
SB: Alguém em que você possa buscar alívio emocionalmente de uma forma que Prince e Paris não poderiam entender.
MJ:
Mmmmm. Amigos e certamente pessoas em que se possa confiar. Elizabeth
[Taylor], ou quem quer que seja… Mac [Macaulay Culkin], Shirley Temple
[Black], pessoas que estiveram lá.
SB: Então são sempre pessoas que passaram pelo o que você passou, todas essas estrelas mirins?
MJ:
Eles [pessoas que foram estrelas mirins] dizem, “Sim, eu sei o que você
quer dizer,” mas não sabem. Só estão tentando concordar com você.
SB:
Você sempre discute com amigos que foram estrelas mirins coisas
individuais que aconteceram com eles? Ou você nem precisa dizer: “Você
meio que entende?”
MJ: Sabe, é como telepatia. Eu gostaria que você pudesse ter visto Shirley Temple e eu.
Apenas algumas semanas antes dessa conversa Michael tinha ido visitar Shirley Temple Black em São Francisco.
SB: Você ainda tem contato com ela?
MJ:
Vou ligar para ela. Eu tenho que ligar para ela de novo. Eu sempre a
agradeço e ela continua me perguntando porque e eu respondo ” Por causa
de tudo o que você fez por mim!”
SB: Acha que irá dedicar uma canção para ela?
MJ: Eu adoraria.
SB:
Então Macaulay Culkin não precisa te dizer ” Eu estava no set e isso
aconteceu com o meu pai.” Vocês nem precisam ter uma conversa assim?
MJ:
Oh sim. Há um pequena alma preciosa que é um bebê, Macaulay Culkin, que
imaginava “Como fui pego em tudo isso? Eu nunca pedi para ser ator.”
Ele sempre quis sair. Você precisa observar a energia dele quando ele
fica nervoso com o pai, cara, isso o fere e é isso o que acontece,
sabe? Oh, mas eu me vejo com ele. [Michael grita] ” Mac venha aqui!” o
grito…
SB: Então isso te relembra o que você teve que passar? Ele
fez muitas escolhas que você fez. Ele tentou se segurar a infância dele
o quanto possível. Mas há outras estrelas mirins que não conseguiram,
como Brooke Shields, que para o mundo parece não ter tido escolhas na
infância, ela não tentou redescobrir a infância dela. Você acha que é
um preço? Você acha que Macaulay Culkin, você e outros possam ser mais
saudáveis por que entendem o que perderam e que precisam compensar?
MJ:
Sabe, com certa pessoas eu entendo e com outras não. Com ela começou
como sendo modelo, então não era como estar no set o dia todo, todos
dos dias. Ela era modelo. Ela não era uma estrela de cinema até querer,
Eu acho que foi em Pretty Baby onde ela interpretou uma prostituta na
idade de… Eu acho que foi por volta dos 12 anos. Era mais fotografia,
então não era como foi para nós, o dia todo, da manhã à noite. Eu acho
que isso afeta as pessoas de formas diferentes, mas é sempre a mesma
coisa. Ela é um doce, esperta. Não é uma tonta. Ela é esperta mesmo.
Muita gente pensa que quando alguém bonito é tonto também. Mas ela é
muito esperta.
SB: Quais outras estrelas mirins você teve amizade?
MJ: Não sobraram muitas delas. O que assusta. Muitas delas se destróem.
SB: Aos treze anos você se tornou personagem de uma série de desenhos animados. Foi difícil lidar com isso?
MJ: Eu acordava toda manhã de sábado. Mal podia esperar.
SB: Para assistir os Jacksons?
MJ:
Para assistir o desenho dos Jackson five. Eu me sentia tão honrado por
ter virado personagem de desenho. Eu estava tão feliz, você não faz
idéia. Não tinhamos que fazer nada. Era a voz de outra pessoa. Eles só
nos ‘animaram’ e usaram nossas canções que cantamos por anos e anos. Eu
me lembro de estar em Brunei num hospital fazendo um show para o
Sultão. Era o hospital mais bonito que eu já tinha visto na vida e eu
estava lá deitado na cama e na TV estava passando o desenho dos Jackson
5, e eu não podia acreditar. Era exibido o tempo inteiro. A mesma
companhia fez os Beatles, The Osmonds e os Jackson 5.
SB: Então era uma das coisas que você mais gostava?
MJ, Oh, eu adorava.
SB: Isso fez você se sentir mais conectado com as crianças pelo mundo? Pois você sabia que elas iriam assistir, certo?
MJ:
Eu adorava. Me pôs em outro mundo. Era como ” Deus, eu estou em outro
mundo.” Eu me senti especial. Eu acho que me senti mais especial por
isso do que pelos hits records e shows e tudo. Isso me impressionou
mais do que qualquer outra coisa.

-------------------------------------------------------------------------------------------------
Acredito
q vcs se lembram q este Rabino estava na lista negra de MJ, talvez pelo
fato de ter confiado a ele alguns sentimentos e este ter feito um livro
em cima de sua confiança.







fonte: Fênix

_________________


love you more than anything I know you're alive and back to the love you too

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.michaeljacksonteamamos.blogspot.com
 
Livro do Rabino Shmuley - Trecho traduzido
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Revelada: Capa do livro “You Are Not Alone” de Jermaine Jackson
» Livro Michael Jackson Conspiracy
» TH & Kerli - trecho da musica pro Filme "Alice no País das Maravilhas"
» O Livro das Sombras. (the Book of Shadows).
» Meu amigo Michael - O livro

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Michael Jackson Fãs :: Notícias :: Notícias-
Ir para: